Aviao McDonnell Douglas F-4M Phantom FG.I 1434

ITALERI

Apenas:

4x de R$ 76,07 sem juros

ou À Vista R$ 304,28

ou
Desconto de 10% no Depósito:

R$ 273,85

Descrição:

Kit em plastico para montar, escala 1/72, nível 5, cerca de 27cms de comprimento. Não inclui tintas ou cola, decais para 3 versões. Inclui planta super detalhada com todos os esquemas e etapas de montagem e pintura. Projetado pela empresa americana McDonnell Douglas e entrou em serviço durante os anos sessenta, o bombom bomboneiro supersônico F-4 Phantom II de dois lugares é uma das aeronaves de aviação mais famosas e célebres da história da aviação militar. Originalmente projetado para o USNavy, também foi amplamente utilizado pela Força Aérea dos EUA e teve um sucesso comercial significativo em todo o mundo. A versão "E" do Phantom II, em detalhe, desenvolvida especificamente para a Força Aérea dos EUA, foi caracterizada por um canhão Vulcan M61 colocado no focinho e poderia ser armado, para missões de intercepção, com mísseis A-9 do ar-ar Sidewinder e AIM-7 Sparrow. Os dois poderosos motores da General Electric J-79 permitiram que o Phantom II excedesse os 1.240 nós (cerca de 2.300 km / h). Velocidade, aceleração e confiabilidade foram, de fato, os pontos fortes do Phantom que poderiam contrabalançar a reduzida manobrabilidade devido às suas grandes dimensões.

SUPER DECALQUE PARA 3 VERSÕES - FOLHA DE INSTRUÇÕES DE CORES

Projetado pela empresa americana McDonnell Douglas e entrou em serviço na década de 1960, o caça-bombardeiro supersônico F-4 Phantom II de dois lugares para todas as condições meteorológicas é uma das aeronaves mais conhecidas e famosas da história da aviação militar. Entre os anos 1960 e 1980, foi amplamente utilizado pelo Reino Unido e foi produzido, em várias versões dedicadas, tanto para a Marinha Real quanto para a Força Aérea Real realizar defesa aérea, apoio próximo, ataque ao solo e tarefas de reconhecimento. A Marinha Real começou a usar o Phantom a partir de 1964 para substituir o antigo Sea Vixen ainda em serviço com a função principal de garantir a defesa aérea da frota e operar a partir do convés de vôo dos porta-aviões britânicos. Muito semelhantes às versões produzidas nos Estados Unidos, o Phantom FG.1 e FGR.2 produzidos na Grã-Bretanha diferiram na adoção de motores Rolls-Royce em vez do americano GE J-79.